quinta-feira, 16 de agosto de 2012

Loucura que só homem apaixonado faz

mamãe e papai
“Meu filho, quero te contar mais alguns detalhes que antecederam o meu casamento com seu pai. O que estou contando, lembre-se, é coroa para a cabeça da nossa família e é história que você vai passar para minhas netas, então, elas aprenderão com meus erros e acertos, irão aprender com minhas quedas e com todas as vezes em que me ergui do chão...

“...com três meses que eu e Francisco começamos a namorar, papai foi transferido para São Paulo. A matriz da Philips foi transferida e papai mudou-se para São Paulo. Papai e mamãe foram na frente, alugaram uma casa na Abílio Soares. Não tinha nada na casa. O caminhão com a mudança ainda estava a caminho. Em dezembro, São Paulo naquela época fazia um frio terrível. Então, estávamos nós naquela casa, sem móvel algum e sob o intenso frio paulista!

“Eu e seu pai continuamos a namorar de longe: eu escrevia, ele escrevia, eu escrevia e assim foi. Cada vez que surgia uma oportunidade, ele vinha a São Paulo e eu, de vez em quando, ia ao Rio também, porque minha irmã, Doli, que já estava casada, morava no Rio e isso me dava chance de ter onde ficar.

“Mas a família do seu pai começou a ficar injuriada com nosso namoro. “Cadê Dantinhas?”, “Onde está Dantinhas?”, “Dantinhas não quer mais estudar, só pensa em namorar”! Procuravam por ele no Rio, mas ele sempre em São Paulo. “Ele agora só está às voltas com essa menina”, começaram a reclamar. Aí começaram as reuniões de família para discutir a situação do seu pai. Convocaram seu pai e puseram na mesa que ele era o filho mais novo e o único que estava tendo oportunidade de estudar, fazer uma faculdade e que os outros irmãos não tinham feito faculdade, porque estavam trabalhando no seringal do Acre. Ele estava no Rio era para estudar. “Você, Dantinhas, portanto, é a ESPERANÇA da família”, apelaram. “Como é que podia estar enrabichado daquele jeito!”, diziam os irmãos. Os irmãos acreditavam que eu era uma boa menina, mas insistiam em dizer para Francisco que ele era muito novo. Francisco estava com vinte e dois anos e eu estava com dezenove. “Porém, não houve reunião em família que resolvesse o problema: volta e meia, procuravam o Dantinhas e ele estava era em São Paulo comigo. “Cadê Dantinhas?!”, perguntavam. “Dantinhas está em São Paulo”, descobriam para exaspero da família Dantas!

Acabamos que ficamos noivos naquela confusão toda. Foi quando o velho Dantas, pai de Francisco, um homem muito correto, honesto, reuniu a família e disse aos outros filhos: “Olha, vocês ficam fazendo campanha contra e o menino está aí namorando com ela. Ele gostou dessa moça! Ele está namorando essa moça! E todo mundo fazendo pressão contra... Eu acho que se Dantinhas está desse jeito mesmo, se ele quer casar, deixa casar, deixa casar”! Assim foi que o velho Dantas deu o alvará para podermos casar. Ele deu dois apartamentos para Francisco no casamento, moramos num e o outro ficava também no mesmo prédio. O prédio é o mesmo que hoje tem o restaurante "Gruta di Capri" em Icaraí, Niterói, na rua Miguel de Frias. Na época, era um prédio bonito. Hoje, está cercado de arranha-céu, mas na ocasião era muito bom!

“Logo depois da reunião em que o velho Dantas resolveu a situação de Francisco, eu estava com meus pais em Iriri, litoral do Espírito Santo, onde papai tinha uma casa de praia. Iriri ficava uns 500 quilômetros do Rio, mas seu pai foi bater lá de táxi! Foi lá para dizer que o pai dele tinha dado o alvará para ele casar e queria que eu já entrasse com ele no táxi de volta para casar! Veja só!!! Minha mãe que estava comigo em casa apressou-se a dizer para Francisco: “Não, rapaz, as coisas não são assim não! Ela não vai largar tudo não. Que negócio é esse de entrar dentro desse táxi para casar”?! Contudo, as palavras da minha mãe não desfizeram muito da pressa do teu pai não. Ele entrou no táxi, chegou no Rio e correu para marcar o casamento para dali três meses! Loucura que só homem apaixonado faz!...

Um comentário:

  1. Q maneiro!!! Ah esse povo querendo acabar com o amor dos dois rsrs...palmas para o velho Dantas!! Abração meu amigo. Fica na Paz!

    ResponderExcluir

Leia também:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...