terça-feira, 7 de maio de 2013

Eu me tornei estranho para o mundo...


A águia voa sozinha, os corvos voam em bando, 
o tolo tem necessidade de companhia,
e o sábio necessidade de solidão.
Friedrich Rückert



Porque, um dia, Ele invadiu a minha tola, pequenina e fugaz existência, declarando: "Eu sou o teu Deus e  você é minha propriedade exclusiva para proclamar as minhas virtudes", faço, então, desta bela música - letra e melodia - a minha sincera devoção de amor a Ele, que é o meu lugar de descanso.


Ich bin der Welt abhanden gekommen,
Eu me tornei estranho para o mundo
Mit der ich sonst viele Zeit verdorben,
com o qual perdi outrora tanto tempo; 
Sie hat so lange nichts von mir vernommen,
faz muito que não ouve a meu respeito
Sie mag wohl glaubern ich sei gestorben!
que pode mesmo achar que já morri.
Es ist mir auch gar nichts daran gelegen,
Para mim é de todo indiferente
Ob sie mich für gestorben hält.
que ele me trate como fosse morto.
Ich kann auch gar nichts sagen dagegen,
Nada posso dizer contrário a isso
Denn wirklich bin ich gestorben der Welt.
pois de fato morri para este mundo.

Ich bin gestorben dem Weltgetümmel
Estou bem morto para o seu tumulto
Und ruh’ in einem stillen Gebiet!
e descanso num lugar de quietude.
Ich leb’ allein in meinem Himmel,
Sozinho vivo no meu paraíso,
In meinem Lieben, in meinem Lied
no meu amor, nas notas do meu canto.

Friedrich Rückert:  Ich bin der Welt abhanden gekommen
Gustav Mahler - música

Tradução de Ivo Barroso

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leia também:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...