sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

Duas interpretações alegóricas de Ambrósio sobre Maria

"Então, o homem me fez voltar para o caminho da porta exterior do santuário, que olha para o oriente, a qual estava fechada. Disse-me o Senhor: Esta porta permanecerá fechada, não se abrirá; ninguém entrará por ela, porque o Senhor, Deus de Israel, entrou por ela; por isso, permanecerá fechada" (Ez 44:1-2).

Ambrósio interpreta: 

O que é esse portão do santuário, esta porta exterior voltada para o Oriente e que permanece fechada: 'E nenhum homem', diz, 'passará por ela, exceto o Deus de Israel'? Não é Maria a porta da qual o Redentor entrou neste mundo?... A santa Maria é a porta da qual está escrito: 'O Senhor passará por ela, e ela será fechada', após o nascimento, pois como uma virgem ela concebeu e deu à luz.   

Sobre Gênesis 2 e 4 e, também, Efésios 5: 32 ("Este é um mistério profundo; refiro-me, porém, a Cristo e à Igreja"), Ambrósio responde a pergunta 'Por que Eva teve filhos depois da Queda?', entendo estes textos à luz da obra redentora de Cristo e dando luz à natureza do Corpo de Cristo, a Igreja:

"Deus preferiu a existência de mais de um ser, os quais Ele seria capaz de salvar, em vez de ter apenas um homem que estava livre do erro. Visto que Ele é o autor de ambos, homem e mulher, Ele veio a este mundo para redimir pecadores. Finalmente, Ele não permitiu que Caim... perecesse antes de gerar filhos. ...[Eva, que] era a destinada a prover a redenção... foi enganada. ...mas [ela, sabemos] ´será salva pela gravidez' (I Tm 2. 13-15), pela qual ela gerou Cristo". 

"Cristo em Adão e a Igreja em Eva. A Igreja, portanto, tinha de certo modo pecado em Eva. Contudo, Eva (que representa a Igreja) foi salva por gerar Cristo por meio de Maria"

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leia também:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...