quinta-feira, 18 de setembro de 2014

10 fatos inconvenientes sobre a relação entre a democracia moderna e o cristianismo


O Cristianismo nunca dependeu da Democracia; 

 nascimento do Cristianismo não se deu em um ambiente democrático;
 
O crescimento do Cristianismo, a expansão da Igreja e até mesmo sua fixação nas mais diversas culturas, povos, línguas, nestes 2.000 anos, deu-se a despeito do fato de que a Democracia, como a temos hoje, é uma invenção recente, muitíssimo recente;
 
É assombroso que a Constituição Americana, fundada sob bases cristãs, foi redigida por republicanos que não citaram uma única vez sequer a palavra "democracia";
 
A Igreja jamais cresceu tanto como em lugares em que a democracia nunca se fez presente, assim como nunca tivemos um Cristianismo tão frouxo, covarde e acomodado como este que tem sido gerado em países democráticos como o Brasil;
 
O casamento entre o Estado e a Igreja é algo pernicioso, perigoso e diabólico. Mas o que poucos têm se dado conta é que o casamento da Democracia com o Cristianismo tem alimentado um messianismo utópico, revelado na figura funesta do "salvador da Pátria", que ora se apresenta como um Barrabás cristianizado, ora como um Jesus zelote;
 
Paulo, Pedro e o próprio Jesus puderam interceder, orar por seus reis e imperadores, ainda que estes não fossem cristãos. E mais: pediram a Deus que aqueles pagãos pudessem proporcionar a paz e a segurança necessárias à sociedade;
 
A Democracia representativa e a maneira como ela é tratada (como a melhor e mais legítima solução para todos os problemas do povo), e também como ela é relacionada por muitos com o Cristianismo revela que ela é um ídolo moderno;
 
A Democracia representativa é uma tirania ocultada numa espécie diferente de coletivismo;
 
A Democracia Moderna é a grande ilusão herdada da revolução francesa, uma revolução de filósofos maçons e anticristãos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leia também:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...