quinta-feira, 17 de abril de 2014

Jesus Cristo segundo Bruno Tolentino


O Cristo não é
um belo episódio
da história ou da fé:

nem o clavicórdio
nos dedos da luz,
nem o monocórdio

chamado da Cruz.
O crucificado
chamado Jesus

é o encontro marcado
entre a solidão
e o significado

do teu coração:
de um lado teu medo,
teu ódio, teu não;

de outro o segredo
com seu cofre aberto,
onde o teu degredo,

onde o teu deserto,
vão morrer, mas vão
morrer muito perto

da ressurreição.


As horas de Katharina. São Paulo: Companhia das Letras, 1994. p. 180

Leia também:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...